José Avillez

Chef de cozinha


 

"Com o escutismo aprendi a trabalhar em equipa", José Avillez

José de Avillez Burnay Ereira (Lisboa, 24 de Outubro de 1979), mais conhecido por José Avillez é considerado uma das grandes referências da cozinha em Portugal, José Avillez tem-se destacado pelo espírito empreendedor e pela vontade de ir mais além. Atualmente tem seis restaurantes, cinco em Lisboa e um no Porto, que expressam a sua enorme paixão pela cozinha. O seu tipo de cozinha, contemporânea e de essência portuguesa, já lhe valeu diversas distinções nacionais e internacionais. Para além de tudo isto também foi escuteiro! Fica a conhecer um pouco melhor a história do Chef Avillez e o Escutismo aqui.

1) Como foi o primeiro contacto com o Escutismo? Tem alguma história curiosa para partilhar?

O primeiro contacto deu-se cedo, através dos meus primos. Nunca me esquecerei dos acampamentos que fazíamos e dos cozinhados que gostava de preparar.

2) De que forma é que o Escutismo influenciou a pessoa que é hoje? Seria a mesma pessoa se não tivesse sido escuteiro?

As experiências que tive nos escuteiros influenciaram-me bastante: aprender a trabalhar em equipa, ter contacto directo com a natureza, tirar o melhor partido dos recursos à disposição, tudo isso foram lições que ficaram.

3) De que forma é que, na sua opinião, a sociedade vê o Escutismo?

Penso que a sociedade encara o Escutismo favoravelmente. Os seus princípios e as suas iniciativas são muito saudáveis e, ao longo dos anos, têm vindo a ter um impacto positivo.

4) Como é que o Escutismo pode contribuir para a sociedade de hoje?

O Escutismo lembra a todos que trabalhar para o bem comum vale a pena, que o esforço de equipa compensa, que o contacto com a natureza é indispensável e que a autonomia pessoal e os laços que se formam no seio de um grupo são conquistas importantes.

5) Que mensagem deixaria a todos aqueles que ainda não são escuteiros e estão ainda a pensar se devem ou não aderir ao movimento?

Sugiro que experimentem. Não há nada como testemunhar em primeira mão. Falem com o agrupamento mais próximo, acompanhem algumas actividades e depois, então, decidam. Tenho a certeza de que vão gostar.